11/08/2016

Observem bem o que está acontecendo. É gravíssimo, 'Perícia' autorizada por Lewandowski

Brasília- DF 20-08 2015 Foto Lula Marques/Agência PT    Presidente Dilma durante almoço em homenagem à Chanceler da República
Federal da Alemanha, Angela Merkel
Palácio Itamaraty
Primeiro, uma perícia incabível, absurda, é pedida pelo JEC e demais comunas para a defesa de Dilma no Impeachment.
O presidente do Supremo e que dirige os trabalhos do Impeachment no Senado, Ricardo Lewandow$ki, sem pensar duas vezes, autoriza a tal perícia, incabível.
Agora, 'técnicos' do senado, provavelmente 'chegados' do Renan Callheiros, presidente obstrutor do senado, saem com essa:
Dilma cometeu irregularidades na edição dos decretos mas não agiu diretamente.
Notaram o tamanho do absurdo?
VEJA O QUE A VELHA MÍDIA ESTÁ A REPRODUZIR À PARTIR DAS INFORMAÇÕES DO SENADO VENDILHÃO
Uma perícia elaborada por técnicos do Senado, a pedido da defesa de Dilma Rousseff, apontou que houve irregularidades na edição de decretos de créditos suplementares sem autorização do Congresso e nas chamadas "pedaladas fiscais", ambas cometidas no governo da presidente afastada.
Ainda segundo a perícia, há provas de que Dilma agiu diretamente na edição dos decretos.
No entanto, segundo os técnicos, não foi identificada uma ação direta da presidente afastada que determinasse o atraso nos pagamentos da União para bancos públicos que configuraram as "pedaladas".
(OBSERVARAM? "NO ENTANTO, NÃO FOI IDENTIFICADA UMA AÇÃO DIRETA DA PRESIDENTE"), OU SEJA, PARA TUMULTUAR AINDA MAIS  O CORETO, LIVRAM A CARA DA DILMANTA COM ISSO. É GRAVÍSSIMO.
E dizem mais:
A perícia foi realizada em cima de laudos do Tribunal de Contas da União (TCU), que embasam o pedido de impeachment.
Num primeiro momento, a comissão de impeachment negou a solicitação da defesa para que os técnicos analisassem os documentos. Depois, atendendo a recurso dos advogados de Dilma, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, determinou que a perícia fosse realizada.
Uma das principais denúncias do pedido de afastamento da presidente é de que ela teria editado decretos para liberar R$ 2,5 bilhões em crédito extra, no ano passado, sem aval do Congresso Nacional.
A defesa da presidente afastada vem afirmando, nas diversas sessões do processo de impeachment, que não era necessário o aval do Congresso.
Os técnicos do Senado disseram na perícia que essa autorização era obrigatória.
"Como esses decretos não se subsumem às condicionantes expressas no caput do art. 4 LOA/2015 [Lei Orçamentária Anual], sua abertura demandaria autorização legislativa prévia, nos termos do art. 167, inciso V, da CF/88", afirmou a perícia. (Com G1)
===
RESUMINDO: está feita a merda, com essa perícia.
===
Compartilhe este artigo

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Comente em central noticias

CENTRAL NEWS

LEIA TAMBÉM

 
Copyright © 2016 CENTRAL NOTICIAS • All Rights Reserved.
Template Design by ORIGINAISOADM • Powered by Blogger
back to top